TOP Header

Kennedy Fialho

Cantor e Compositor
Conheça o Artista Kennedy Fialho Discografia

Kennedy Fialho é artista amazonense começou sua carreira como compositor, participando de festivais de músicas universitárias do antigo Centro Federal de Educação Tecnológica do Amazonas (CEFET-AM). Destacou-se com as canções: ‘Filho da Floresta’ (gravada no CD do CEFEST pela Fundação Vila Lobos, no projeto Valores da Terra); ‘Visão Futura’, ‘Vagas Lembranças’ e ‘Identidade do Brasil’. O artista traz na bagagem prêmios, entre os quais estão: Canção Preferida pelo público (2004), Melhor Letra (2005). Como Compositor, já teve músicas gravadas por artistas locais de renome como: Maklin, Kayza Marques, Paulo Aquino, Pérola Negra e Nonato do Cavaquinho. 

Eclético e completo, em 2010, Kennedy Fialho se debruçou sobre o gênero samba, levando para a comunidade do bairro Aparecida o samba enredo ‘Sinal Verde Aparecida vai passar’. Conquistou o segundo lugar e admiração da comunidade. A experiência enriqueceu o currículo do artista, comprovando sua versatilidade.

Em 2013, ingressou na Companhia de Teatro Vitória Regia onde participou da produção e direção musical em parceria com o músico Eliberto Barroncas do espetáculo musical “O Casamento da Filha de Mapinguari”, um dos mais tradicionais espetáculos de Teatro de Rua de Manaus. Atuou na peça, como o personagem Jaraguá e macaco apresentador sauim-de-coleira. O artista fez também a produção musical e interpretação do CD “O Casamento da Filha de Mapinguari”, com as 9 (noves) músicas da peça.

No ano de 2014, conquistou o ‘Prêmio comunitário de melhor canção inédita’ realizado pela paróquia São Pedro Apóstolo, no Bairro de Petrópolis, com a canção ‘Petrópolis Verde’.  Desde 2014, o artista vem explorando sua performance como cantor e ator em cena. 

Em 2015, lançou o single Anjo Amor, em parceria com a atriz e cantora Ítala Lima, um single com 4 músicas. A obra procura despertar o conceito de um amor adormecido contrapondo-se ao amor líquido que se desfaz nas relações modernas. Anjo amor é um resgate a Seresta, um gênero musical  que surge no Brasil no século XX e rebatizar a mais antiga tradição de cantoria popular das cidades: a serenata, além disso viaja pelo pop romântico não deixando de ser atual.

 Com objetivo de explorar outras linguagens artísticas, Kennedy buscou na linguagem audiovisual um novo caminho para divulgar suas músicas, lançando até o momento, três clipes na internet, entre eles: “Palco de Improviso”, clipe “Juma”- uma homenagem à onça juma, sacrificada na passagem da tocha olímpica em 2016. Este vídeo foi produzido por alunos formados em oficina de audiovisual da Cia. De Teatro Vitória Régia, Juma foi lançado na web e teve mais de mil visualizações ainda na primeira semana. No segundo semestre do mesmo ano, lançou o clipe “Um ano” que descreve o tempo e o amor após o casamento.

Em 2017 o Artista foi contemplado com o Prêmio Conexões Culturais da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult) para gravação do seu primeiro álbum autoral CD Som e Poesia, onde se encontra em fase de produção dos arranjos. O lançamento do CD ocorrerá em 2019.

Sobre

2

Albuns

2

Shows

14

Músicas

4

Galeria